Cruzeiro × na web de torcedores da Cruzeiro.
Cruzeiro
A rede social de torcedores do
Cruzeiro

Dedé vive sina de lesões no Cruzeiro e joga apenas 33% das partidas em quatro anos

waldeir Por waldeir

em 11-06-2017 às 14:21

Dedé vive sina de lesões no Cruzeiro
Dedé vive sina de lesões no Cruzeiro

Dedé foi contratado em maio de 2013 como grande reforço da temporada celeste. Até hoje, o atleta é a maior investimento feito por um jogador na história do Cruzeiro, cerca de R$ 14 milhões por 45% dos direitos econômicos do jogador. De fato, o zagueiro correspondeu, inicialmente, e foi peça importante na conquista do bicampeonato brasileiro. Porém, a sina de lesões tem sido um calvário na vida do defensor desde o ano do último título nacional. Entre idas e vindas do departamento médico, o jogador atuou em apenas 33% partidas do Cruzeiro de 2013 pra cá.

GloboEsporte.com fez um levantamento de todos os jogos do Cruzeiro desde o dia 9 de maio de 2013, data em que Dedé foi registrado no BID e passou a ter condições de jogo. Em 289 confrontos, considerando amistosos e jogos oficiais, ele atuou apenas 98 vezes. A temporada em que mais jogou foi a de 2014, com 48 participações em 76 jogos.

 
Dedé disputou apenas 33% das partidas jogadas pelo Cruzeiro em quatro anos de clube (Foto: Infoesporte)

Dedé disputou apenas 33% das partidas jogadas pelo Cruzeiro em quatro anos de clube (Foto: Infoesporte)

Com a nova lesão confirmada pelo clube, mais uma vez, o zagueiro terá que mostrar força de vontade para dar a volta por cima. O Cruzeiro divulgou nesse sábado um comunicado sobre a situação do atleta, que sofreu edema ósseo no joelho esquerdo. Ao contrário das outras lesões, o problema foi no joelho que não tem histórico de problemas, fator que causou sobrecarga, segundo o médico Sérgio Freire Júnior.

- O zagueiro Dedé apresentou um edema ósseo no joelho esquerdo decorrente do longo tempo de restrição de atividades devido à cirurgia no joelho direito. Trata-se de um mecanismo de autoproteção e, naturalmente, ocorre uma sobrecarga no membro contrário ao da cirurgia. Mediante esse quadro, faz-se necessário que o atleta permaneça em tratamento e fora das atividades no campo até que ocorra melhora do quadro. Estima-se que isso ocorra entre quatro e seis semanas.

 
 
Dedé sofreu edema ósseo no joelho esquerdo e ficará afastado dos jogos de quatro a seis semanas (Foto: Infoesporte)

Dedé sofreu edema ósseo no joelho esquerdo e ficará afastado dos jogos de quatro a seis semanas (Foto: Infoesporte)

 

Início de Dedé na Toca

 

A temporada 2013 foi a mais consistente de Dedé no Cruzeiro. Desde que virou opção, em maio, ele atuou em 37 das 47 partidas. Os números levam em consideração os jogos oficiais e amistosos do clube no período. Foram três gols marcados

 

Afirmação no bicampeonato

 

Houve continuidade no bom trabalho de Dedé no Cruzeiro em 2014. No ano, ele atuou em 47 jogos, com cinco gols e quatro assistências. Além do Nacional, o zagueiro foi campeão mineiro no primeiro semestre. Porém, na semifinal da Copa do Brasil, na Vila Belmiro, contra o Santos, o zagueiro sofreu uma lesão grave no joelho direito.

 

Cirurgias de 2015

 

Dedé começou a temporada fora de combate. Ele passou por cirurgia no ligamento cruzado posterior do joelho direito. O problema foi agravado com uma nova intervenção em abril do mesmo ano, para retirada de um dos parafusos do joelho. Resultado: Dedé não entrou em nenhum jogo dos 66 da Raposa no ano.

 

Esperança abalada

 

O ano que poderia ser de redenção, virou frustração. Foram apenas seis partidas de Dedé em 2016. O jogador sofreu uma fratura na patela do joelho direito em março, sem necessidade de cirurgia, e precisou passar por procedimento cirúrgico no joelho em agosto de 2016, quando fez tratamento inovador nos EUA.

 

Agora vai?

 

O retorno foi gradativo, até pelo histórico de Dedé. Ele chegou a fazer um gol na temporada, pelo Mineiro, diante do Democrata. Porém, o outro joelho do zagueiro sentiu o peso de tantos anos como principal ponto de apoio. A previsão dos médicos é que o problema não seja tão grave, sem a necessidade de cirurgia. Curiosamente, o último jogo de Dedé na temporada, o sétimo pelo Cruzeiro em 2017, foi na Vila Belmiro, mesmo local onde se lesionou pela semifinal da Copa do Brasil de 2014. O defensor chegou a treinar durante a última semana, mas os médicos confirmaram o diagnóstico de edema ósseo e parada de quatro a seis semanas. Com isso, ele perde a sequência inicial do Brasileiro e as quartas de final da Copa do Brasil. A Raposa duela contra o Palmeiras pelo mata-mata.

Fonte: globo esporte
Sua comunidade,
no seu celular
2 VOTOS

Obrigado/a por colaborar conosco. Comprovaremos a notícia denunciada e atuaremos em conseqüência.

Novos comentários

Deseja participar desta seção?

- Se você já está registrado, entre.

Se ainda não está registrado em paixaocruzeirense.com.br: